LABÔ Cast

Insegurança

O LABÔ Cast é um programa de entrevistas com os coordenadores/pesquisadores do LABÔ sobre temas contemporâneos.

Primo Levi disse que os olhos humanos não deveriam nunca assisitir, nem sobreviver, à noite anterior à sabida morte – momento em que súbito o solitário habitante de nós mesmos surge reconhecendo-se desterrado onde, como escreveu Fernando Pessoa, antes se encontrara cidadão. E o poeta português ainda pergunta: De onde é a ideia do Mal? Para Bauman, o horror da modernidade revelado no Holocausto assusta menos por sua excepcionali-dade e mais pelo quanto nos é íntimo, Unheimliche, diria Freud – termo vertido para o português co-mo infamiliar, inquietante, estranho. A angústia e o assombro que nos causa não vêm de sua novidade, mas de sua familiaridade com aqueles processos tão nossos, tão cotidianos, tão racionais.

O que nos resta? Seguir os versos de Carlos Drummond de Andrade e deixar de cantar o amor, que se refugiou abaixo dos subetrrêneos, e cantar o medo que estereliza os abraços? Nos resta fazer prosperar a indústria do medo, da xenofobia e dos condomínios? Será que nossa fragilidade diante dos solavancos da economia, da guerra, dos massacres, da violência, das epidemias, do preconceito, das redes sociais, da precarização da vida e do trabalho, da liquidez da existência e das relações, da contingência e da morte que faz da INSEGURANÇA assunto popular?

Nessa conversa, o LABÔ recebe Ludmila Franca-Lipke, doutoranda em ciência política na Universidade Livre de Berlim, mestre em direito pela Universidade Federal da Bahia, responsável pelo projeto independente The Hannah Arendt Network, e é pesquisadora do GP Judaísmo Contemporâneo: Filosofia e Literatura Judaicas, do LABÔ; e Guilherme Cruz que é graduado e mestre em História pela USP, e é membro do Grupo de Estudos Hannah Arendt, do LABÔ.

Episódio publicado no canal do LABÔ no YouTube em 25 de setembro de 2022