Editorial

Obrigado e até já!

Nosso texto de encerramento do ano de 2022 vem em forma de agradecimento e perspectivas. O LABÔ consolida-se como um departamento da Fundação São Paulo conectado à sociedade e, ao mesmo tempo, dedicado às necessidades de estudo e aprofundamento acadêmico. Nada disso seria possível, como sempre falamos, sem os coordenadores e pesquisadores dos grupos de pesquisa, o coração do Laboratório. É com muito orgulho que vemos na biografia e nos CVs de muitos “pesquisador(a) do Laboratório de Política, Comportamento e Mídia da Fundação São Paulo/PUC-SP”.

Agradecemos pelas aulas abertas, cursos, LABÔ Lectures, pesquisas de pós-doutoramento, Bibliotecas LABÔ, artigos no off-lattes, parcerias diversas, seminários internos dos grupos de pesquisa, convidados nacionais e internacionais, etc. Além das inúmeras iniciativas, é impossível enumerar todos os departamentos e pessoas que contribuem para que sejamos o que somos. Mas vocês sabem quem são!

Por fim, estamos já pensando em 2023 – um ano em que teremos ainda mais atividades e projetos inéditos. Continuem conosco, pois há muita coisa a se pesquisar, discutir e realizar, sempre trazendo o mundo acadêmico em diálogo com a sociedade concreta. Aguardem as novidades!

Luiz Felipe Pondé e Andréa Kogan

Sobre o autor

Andréa Kogan

Formada em Letras, doutora em Ciências da Religião pela PUC-SP, autora do livro “Espiritismo Judaico”, assistente acadêmica do Laboratório de Política, Comportamento e Mídia da Fundação São Paulo/PUC-SP – LABÔ, onde também é coordenadora do grupo de pesquisa sobre Morte e Pós-Morte e pesquisadora do grupo de Judaísmo Contemporâneo.

Sobre o autor

Luiz Felipe Pondé

Filósofo. Diretor Acadêmico do Laboratório de Política, Comportamento e Mídia da Fundação São Paulo/PUC-SP – LABÔ.