Ivan Andrade

Mestre em Teoria e Prática do Teatro pela ECA/USP. Dirigiu “Dos Prazeres”, a partir de um conto de Gabriel Garcia Marquez, e “O mal-entendido”, de Albert Camus. Foi assistente de importantes diretores brasileiros, como Gabriel Villela, Zé Celso, Gerald Thomas, Ivaldo Bertazzo, além de encenadores estrangeiros, como o americano Bob Wilson e o alemão Frank Castorf. Pesquisador do grupo de estudos Nelson Rodrigues: Literatura, Filosofia e Religião do Laboratório de Política, Comportamento e Mídia da Fundação São Paulo/PUC-SP – LABÔ.

Leia também